Secret Invasion: Episódio 1 – Final Explicado

secret invasion episodio 1

ATENÇÃO: Este artigo contém SPOILERS para o episódio 1 de Secret Invasion.

A reviravolta final do episódio 1 de Secret Invasion inclui uma morte importante. Mas será que essa personagem está mesmo morta ou seria na realidade um Skrull infiltrado? É isso de que vou falar neste artigo.

O episódio 1 de Secret Invasion da Marvel termina com a morte de Maria Hill, numa reviravolta enorme que terá grandes consequências para o MCU. Depois de vermos a adjunta de Nick Fury, sempre ao seu lado, desde o primeiro filme dos Vingadores, o Fury passa a viver no espaço, deixando Maria Hill no comando das forças na Terra. 


Vê a análise ao episódio em vídeo

YouTube video


A ausência de Fury do planeta preparou o terreno para a história que vemos no primeiro episódio de Secret Invasion, incluindo o pequeno fato de Maria Hill ter ficado desapontada com a forma como Nick nunca a procurou ao longo destes anos.

O primeiro episódio de Secret Invasion, também definiu o tom para o resto da série, revelando que Everett Ross era um dos Skrulls infiltrados. Quando Everett Ross foi substituído por um Skrull e o que aconteceu ao verdadeiro ainda é um mistério, mas tenho umas teorias sobre o assunto. Vai ficando atento/a. No entanto, a maior reviravolta do episódio 1 foi a morte de Maria Hill na sequência final, o que aumenta a fasquia para os restantes episódios de Secret Invasion.

Explicação da morte e do assassino de Maria Hill

Por isso, vamos começar por aí mesmo e vamos tentar perceber a morte da Agente da antiga SHIELD e quem foi o seu assassino. Maria Hill morreu durante a missão não oficial onde ela, Talos e Nick Fury tentavam impedir que o grupo Skrull de Gravik bombardeasse um local público na Rússia. 

O plano de Gravik em Secret Invasion parece implicar o aumento da tensão entre as nações com armas nucleares até ao ponto de acontecer a Terceira Guerra Mundial e condenar a humanidade de uma vez por todas. A razão por detrás deste objetivo, também foi revelada durante o episódio, quando nos foi dito que os Skrulls são imunes a radiações nucleares. Por isso, umas possivel destruição da civiliação atraves de bombas nucleares, seria uma mais valia para esta comunidade Skrull que procura fazer da Terra o seu novo planeta.

Esta “invasão secreta” dos Skrulls já tinha estado na origem de vários ataques terroristas, e agora Fury acreditava que podia impedir o novo ataque. Após o trio não conseguir impedir este atentado, Maria Hill acaba por morrer. Ela foi baleada por Gravik, que se fazia passar por Nick Fury.

A morte de Maria Hill no final do episódio 1 foi algo dramático por si só, mas as circunstâncias da morte fizeram-na tornar-se ainda pior. A última coisa que Hill viu foi Nick Fury a disparar sobre ela, só que não era de todo o Fury. Gravik usou os seus poderes de metamorfose para se fazer passar por Fury e ajudar Maria Hill a reerguer-se, mas acabou por a matar logo de seguida. 

A morte de Hill prova que não se pode confiar mesmo em ninguém numa história como Secret Invasion, onde qualquer personagem do Universo Marvel pode ser um Skrull infiltrado. Além disso, o facto de Gravik ter morto Maria Hill mostra o quão impiedoso é o mais recente vilão do Universo Marvel.

G’iah joga nas duas frentes?

O final do episódio também mostra como G’iah, a personagem de Emilia Clarke na Marvel, será uma das protagonista mais complexas da série. G’iah parece de facto ter mudado de lado e deu a Talos, que é revelado que é o seu pai, informações importantes sobre o plano de Gravik, que é secretamente o líder dela. 

Por essa razão, Nick Fury, Maria Hill e Talos acreditavam que podiam impedir o derradeiro ataque bombista dos Skrull, mesmo que não tivessem qualquer ajuda ou aliados. No entanto, o final do episódio 1 a sugere que G’iah nunca traiu Gravik e, em vez disso, levou o pai e os seus parceiros, incluindo Maria Hill, para uma armadilha.

Será que Maria Hill era uma Skrull e a verdadeira poderia reaparecer?

Algo que temos de ter em conta é que, numa série em que qualquer personagem da Marvel pode ser um Skrull infiltrado, é fácil pensar que a morte de Maria Hill possa ser uma farsa e que um Skrull tenha morrido no seu lugar. No entanto, o final do episódio 1 mostra claramente Maria Hill a morrer, e dá um par de minutos à personagem enquanto o verdadeiro Nick Fury aparece. 

Quando o falso Ross morreu na sequência de abertura de Secret Invasion depois de ser perseguido por Talos, o seu corpo defunto lentamente voltou à sua forma Skrull, começando com um tom verde a assumir o rosto de Ross.

Portanto, seguindo esta linha de pensamento, se Maria Hill fosse de facto uma Skrull em Secret Invasion, o mesmo teria acontecido ao corpo dessa Skrull depois de ter sido baleada. Da mesma forma, qualquer Skrull infiltrado na equipa de Nick Fury estaria provavelmente a trabalhar para Gravik. 

Assim sendo, não faria sentido que Gravik tivesse baleado um dos “seus” digamos assim. Além disso, considerando que o próprio Nick Fury fingiu a sua morte em Capitão América: The Winter Soldier, a utilização de um truque semelhante com Maria Hill em Secret Invasion poderia ser considerado um truque rasca e repetitivo. Mas está ainda em cima da mesa. Para já.

De qualquer forma, a morte de Mara Hill no episódio 1 foi sem dúvida inesperada. Hill fazia parte do MCU desde Os Vingadores (2012) como disse antes, que levou a personagem da Marvel Comics para o grande ecrã pela primeira vez. Hill era uma das poucas pessoas em todo o universo em quem Nick Fury confiava, e ela ficou ao seu lado durante eventos críticos da linha do tempo do MCU. 

Isso inclui a aquisição da HYDRA em The Winter Soldier, a crise de Ultron em Avengers: Age of Ultron, o dia do blip em Avengers: Infinity War, e todas as peripécias que Fury e Talos inventaram para quando Fury estava no espaço.

Como é que a morte de Maria Hill estabelece o resto de Secret Invasion?

Uma coisa é certa, a morte de Maria Hill em Secret Invasion aumenta o nível de importância da série e dá um tom especial ao resto desta série do MCU. Gravik ao fazer-se passar por Nick Fury e ao matar Maria Hill é o exemplo perfeito de como não se pode confiar em ninguém durante “Secret Invasion”, nem mesmo nas personagens que as pessoas pensam conhecer. 

Hill não foi a única a ser enganada por Gravik, já que a maioria das pessoas que assistiu à série, eu incluido, provavelmente acreditou que era Fury que estava a ajudar Hill a levantar-se. A morte de Hill também mostra que Gravik não vai parar até conseguir o que quer, e que está disposto a matar pessoas a sangue frio.

Talvez a maior implicação da morte de Maria Hill para o resto de Secret Invasion seja a forma como vai afetar Nick Fury. Fury já trabalhava com Hill desde os eventos de The Avengers, o que significa que eles são parceiros há mais de uma década na linha temporal do MCU. 

Tanto Talos quanto Hill criticaram a forma como Nick Fury desapareceu depois que todos voltaram do Blip, observando que eles ficaram desapontados com a forma com que Fury simplesmente se manteve abrigado na estação espacial da SABER. Isso provavelmente criará algum sentimento de culpa em Fury em relação à morte de Hill.

Como a morte de Maria Hill pode afetar o Nick Fury?

É certo que Nick Fury já passou por muita coisa no MCU, mas a morte da sua parceira no campo de batalha pode mudar radicalmente o personagem de uma forma que nunca vimos nos filmes. É claro que o agente Phill Coulson, que era um dos aliados mais confiáveis e antigos de Fury, acabou por ser morto às mãos de Loki no filme dos Vingadores. No entanto, o MCU não abordou realmente a dor que Fury sentiu em relação a Coulson. 

De facto, a morte de Coulson foi usada por Fury para fazer com que os Vingadores trabalhassem juntos. A situação agora é diferente, já que Fury é a razão pela qual Hill e Talos fizeram parte dessa missão perigosa sem qualquer tipo de apoio.

Os episódios seguintes de Secret Invasion podem mostrar o Nick Fury a ser muito mais implacável e talvez mais descuidado do que já foi no MCU. A morte de Maria Hill aliada à paranoia em torno da invasão Skrull pode criar um desafio muito diferente de tudo o que Fury já encarou. 

Porque temos de nos lembrar que o filme da Capitã Marvel (2019) apresentou os Skrulls de forma diferente da banda desenhada e focou-se mais nos Kree como os antagonistas, sendo assim difícil calcular como é que Secret Invasion poderia reinventar os Skrulls no papel de vilões. 

Uma coisa é certa, a morte de Hill às mãos de Gravik mostra que o seu grupo de Skrulls pode ser tão perigoso como os Skrulls da Marvel Comics. Mas vamos ver o que o episódio da próxima semana nos vai apresentar. Por um lado, espero que revelem o Gravik como o Super Skrull, e penso que é para aí que as coisas se encaminham. E claro, se este for mesmo o fim da Maria Hill, não deixa de ser uma pena, porque a personagem ainda tinha carradas de histórias interessantes para traver para live-action. Mas é o que é.

Mas tu que é que achaste do episódio? Gostaste ou nem por isso? Diz-me também se o estilo da série te dá vibes do Winter Soldier nos comentários abaixo. Fico à espera de ler a tua opinião.


Se quiseres falar sobre qualquer coisa geek, podes falar comigo, através do twitter ou Instagram ou Facebook do Tretas do Cromo, sobre isto ou qualquer coisa sobre a DC, Marvel, Star Wars, The Witcher e mais temas geeks.

Youtube

Espreita também o Canal Youtube do Tretas do Cromo, e não percas nenhuma análise ou notícia sobre tudo que envolve o mundo geek.

Considera apoiar o jornalismo presente no site

Considera apoiar o trabalho feito no site, para que possa trazer mais conteúdo e de melhor qualidade, cada vez mais. Espreita uma das seguintes opções:

Obrigado pelo apoio.

SenhorPM

Geek a tempo inteiro, PM é o fundador do projeto Tretas do Cromo. Podes segui-lo no Instagram em @senhor_pm, no twitter em @senhor_pm ou no facebook em @senhorpm.

Deixe um comentário